27 de julho de 2010

Terug zijn... estar de volta...

Share it Please
Não consigo acreditar... estou de volta ao Brasil... Acho que não sei explicar o que senti nos últimos dias... as despedidas, as criancas... tudo... minha vida!

Irisje, a menina mais velha, me abracava forte todos os dias, pedindo que voltasse para o próximo aniversário dela, pedindo para nos escrevermos sempre, falarmos pelo microfone e webcam, deitando na minha cama para dormir próxima de mim.

Ambas as meninas perguntavam se eu viria para seus aniversários, se escreveria, se mandaria presentes e meu coracão saindo pela boca a cada resposta. O pequenino ainda perguntava se poderiamos fazer picnic no dia seguinte ( que eu já estaria no Brasil) e quando respondi que estaria de volta ao Brasil, ele perguntou " E na próxima semana?"

Uns três dias antes da partida eu já havia perdido a voz e minhas mãos pareciam permanentemente tremulas. Ainda estava trabalhando, buscando as criancas na escola, saindo com eles e no meio tempo tentando organizar minhas bagagens e tentando ver os amigos uma última vez.
Onze meses de roupas, lembrancas, livros, compras e presentes! Onze meses de peso de uma consumista maravilhada por um país antes desconhecido. 32 kg em cada bagagem a ser despachada... e ainda parecia ser pouco. Tantas coisas que eu queria poder levar e mostrar à familia como meu mundo na Holanda era diferente... como tudo parecia tão diferente e distante no comeco. Queria ver como eles iriam rir, fazer piadas, me perguntar sempre as mesmas coisas. Ao mesmo tempo em que sabia que iria sentir saudades, vivia do sentimento de ansiedade por estar quase de volta.

Estava eufórica, sentia-me como uma crianca pouco antes de sua mae arrancar um band-aid de seu ferimento. sabia que iria sentir saudades, que teria mesmo de voltar e ficava pensando... " vamos logo com isso... estou ficando louca " Ao mesmo tempo queria poder ficar para sempre com a família Nouwens e acabar logo de sentir essa ansiedade que tanto baguncava meu coracao e organismo todo.

Nos dias anteriores à viagem de volta, vi meus amigos mais próximos diversas vezes. Revi amigos com os quais achei que havia perdido contato. Pintei até mesmo um quadrinho com a orientacao de uma profissional muito minha amiga. Até mesmo participei de um talk show indonesio... o que acabou sendo uma das mais divertidas experiencias que tive por lá.

Todos os dias minhas duas meninas me acordavam com um presente, um desenho ou beijinhos... Queriam que eu levasse até mesmo seus mais preciosos bichinhos de pelúcia, aqueles que ganharam de alguém ao nascer! Ganhei fotos delas e as vi chorar também, pensando em como seria depois que eu tivesse retornado ao Brasil.

Como a família tinha compromisso na noite anterior à minha partida, saímos para jantar na quarta-feira, dois dias antes da viagem. Fomos ao beach club Wij , o primeiro lugar em que me levaram quando cheguei na Holanda. A tarde estava lindissima... sol, vento e musica boa. era o anúncio de um veräo promissor... e eu rumando ao inverno brasileiro... já pude notar as meninas tristes... e meus hosts também. Acho que nunca fomos tão sinceros uns com os outros... falamos sobre o comeco dificil, o estresse causado, a confusão de sentimentos, os problemas... como superamos tudo e como aprendemos a nos amar de verdade. E da falta que iríamos fazer na vida do outro.

Não acredito que estou de volta... mesmo depois de tanto tempo já aqui. Abracar minhas criancas na praia... recebi o presente mais lindo possível... um quadro dos meus três juntamente com uma pulseira da marca Buddha to Buddha... Atualmente meu tesouro mais precioso...

Após o encontro na praia, eles me deixaram num barzinho onde seria minha festinha de despedida, juntamente com minha amiga Vanessa, da Espanha. Ela já se encontrava lá, voz esganicada, nervosa, pulando... exatamente como eu estaria passados 30 minutos de minha chegada. Alguns de meus amigos também já estavam por lá, e todos queriam me abracar e dizer o quanto sentiriam minha falta... e o melhor de tudo... eu senti a sinceridade em seus olhos em todos os momentos...

Mais amigos comecaram a chegar... E mais abracos, mais despedidas, promessas, lembrancas... E quase todos compareceram!








Dois dias mais tarde, meu despertador tocou incessante e dolorosamente. Era hora de colocar as malas no carro, dar um último adeus à minha casa holandesa.
As criancas não foram à escola para irem comigo e com seus pais ao aeroporto.Iriam para a escola mais tarde... Um dos grandes mistérios das minhas viagens é como conseguimos sempre colocar 4 malas de 32 kg cada uma, 2 malas de mão de 10 kgs cada e mais 7 pessoas em um carro sem mais problemas...

No aeroporto, uma confusão!!! Filas em todos os cantos, pessoas chorando e se despedindo, malas pelo caminho.E após um confusão, quando tivemos que mandar uma das malas via correio ao Brasil, nos encaminhamos ao portão de embarque.
Lágrimas, despedidas, fotos, abracos... e quando cruzei o portão e posicionei-me na fila para mostrar o passaporte, vi o Morris correndo de encontro a faixa que separava-nos , gritava " Nana. Minha Nadja" e logo vieram suas irmãs e seus pais, todos juntos e chorando e eu chorando tanto que mal os via... e minha mãe também.

A viagem de volta foi longa... não achava uma posicão confortável no avião e segurava a foto das criancas nas mãos o todo tempo, chorando...

Este ano no exterior me rendeu as mais lindas esmeraldas, e as três mais preciosas... s\o espero que não me esquecam...

22 comentários:

  1. Nossa Nadja, passou muito rápido mesmo! E SEIS MALAS!! Melll deusss! Tb quero ganhar em euro hauhauha
    Entao menina, estou passando por toda essa tençao. Tenho só mais 2 semanas aqui antes de ir pra casa...

    Muita boa sorte pra vc no Brasil com seus novos planos (imagino que vc tb esteja cheia deles) e nao deixa de postar nao, tá!

    Bjao!

    ResponderExcluir
  2. Oiiii!!!

    Bem-vinda ao Brasil (um pouco atrasado, né! rs)
    Lendo o seu post, fez-me relembrar tudo o que eu passei dias antes de voltar ao Brasil também. Espero que esteja se adaptando bem de volta ao Brasil...eu não estou!! E já estou cogitando a idéia de ser Au Pair na Holanda, afinal...sempre quis Europa...e de lá parto pra Itália, para dar entrada na minha cidadania.
    Não deixe de poooostar! sinto falta de ler seus posts, você escreve de um jeito lindo e acho que se ainda não está fazendo isso, deveria escrever um livro!! eu com certeza o compraria!

    Beeeeeeeijos!

    ResponderExcluir
  3. Passei por isso a 1 mês atrás, não com a minha host family, porque eu não tinha essa relaçao com eles, mas com o meu namorado, com a familia dele que é como minha familia... Foi o ano mais incrivél da minha vida, não me arrependo de nada.

    Bem vinda ao Brasil

    ResponderExcluir
  4. Nossa Nadja!!!!! Como passou rapido seu ano!! Lembro de quando voce tava ainda preparando a viagem. Nao acredito que jah foi um ano!

    Eh lindinha, despedidas sao complicadas. Ainda mais quando nosso ano foi otimo, quando a host family vira mesmo uma familia... espero que voce consiga se re-adaptar novamente no Brasil. Beijos e boa sorte!

    Tem planos pra outra??? hehe :)

    ResponderExcluir
  5. Oi... Respondi seu recado lá no meu blog.

    ResponderExcluir
  6. ai que triste :/
    mas gostei dos seus detalhes cuidadosamente narrados.. fico pensando na minha vez :(
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá, vou fazer o aur pair pra Holanda daqui a alguns mêses e estava procurando informações, ai encontrei seu blog :) adorei seus relatos e está sendo muito util para esse período pré-intercambio!
    Tenho muuitas dúvidas, assim como imagino que você tenha tido antes de ir, gostaria muito de saber informações do país, dos cursos, etc. Meu e-mail é mariana_lucena2@hotmail.com , ficaria muito grata se você me ajudasse!
    obrigada e seja bem-vinda novamente!

    Mariana Lucena

    ResponderExcluir
  8. Olá, como vai?

    Estou procurando infos sobre au pair na Holanda e achei o seu blog. Gostaria de saber algumas coisas básicas e tirar umas dúvidas. Você poderia me ajudar?
    Segue meu email para você entrar em contato, aí eu te escrevo: marialiviasiqueira@gmail.com. Obrigada :)

    ResponderExcluir
  9. Bem-vinda de volta!

    ResponderExcluir
  10. nossa Nai, q estranho. Fala q sua irmã é veterinária da UNESP q elas calam a boca XD
    Tá, deixando a metidice de lado.... tem uma delas q é mtooo antipatica, parece msm q não querem q ngm adote!!! Mas pergunta onde é o abrigo, fala q quer mto, q vc tem mais um q tá mto bem cuidado, mostra um mte e fotos.... pq é mta sacanagem, fazer feirinha e exagerar no cu doce!!! Eu tomo como padrão o Adote Um Gatinho: elas vão te visitar em casa antes de vc levar a gatinha, então a gente nem precisa gastar tanta saliva. E elas são mto simpáticas =) Mas eles só doam pra SP capital...

    Bom, boa sorte. Qq coisa eu vou lá esfregar minha tattoo da carreira e mais a carteirinha da UNESP na cara da Dona-Antipática-Que-Acha-Que-Ninguem-Vai-Cuidar-Dos-Gatinhos-Que-Ela-Disponibiliza-Pra-Adoção-Com-Ficha-e-Visita-Direito =)

    ResponderExcluir
  11. Ah, e q tb tenho um projeto de adoção de gatos tb. Manda ela digitar no Google Projeto Amigatinhos.=D hunf, q vaca. Desse jeito ngm adota nada só pq ela não sabe lidar com público.

    Bom, mas mantenha-se em contato! Me manda um e-mail com o seu mais recente pq nem sei mais pra onde escrevo T-T

    Bjuuuus!

    ResponderExcluir
  12. Nossa, eu tava sumida mesmo! Sim, tava, fiquei de dez/2009 a jul/2010 sem postar. Lembro quando vinha mais frequentemente aqui vc ainda tava cheia de dúvidas e medos de ir pra Holanda...

    Voltarei com mais calma ler algumas de suas artes por lá, mas pelo visto a sementinha do amor foi plantada e vc até pode dizer que sentirá saudades.

    Já tá em outro país?

    ResponderExcluir
  13. Oii, tudo bom?
    Estou adorando ler seu blog, estou me preparando para ir como au pair para holanda também, estou indo pela agência CI, na verdade estou literalmente começando agora, amanhã estarei indo na agencia para fazer as etapas iniciais. estou com mil dúvidas... rsrsrs
    você poderia me enviar seu msn, gostaria de tirar umas dúvidas.

    Msn:caro.vargens@hotmail.com

    obrigada,
    Carolina

    ResponderExcluir
  14. coloquei meu msn errado, rsrs
    é carol.vargens

    ResponderExcluir
  15. Lindo!!! Que bom que você colheu mais esmeraldas no seu caminho!
    Beijo.
    Ei volta a escrever!!!!

    ResponderExcluir
  16. Por onde vc anda cacando esmeraldas?

    Saudades de vc. E acabou que vc nao veio aqui na Alemanha...

    E..., mesmo com tanta neve pelo caminho, fiz um cartao de natal para os amigos. Venha pegar o seu na Saia Justa.

    Bjao

    ResponderExcluir
  17. oi Nadja tudo bem , eu sempre quis fazer intercambio para a Holanda, estava cadastrada em uma agencia em Curitiba, mas desisti por ja tinha enviado o Aplication e depois de 9 meses ainda nao tinha familia.
    agora estou em Paris, estudando o idioma, mas quero muito conhecer a Holanda. Voce aprendeu os dois idiomas, ingles e holandes??
    gostaria de tirar algumas duvidas,por favor me responda em
    meu email: elianeluizamoraes@hotmail.com

    ResponderExcluir
  18. Que linda a sua estória de au pair! Fiquei emocionada, embora a minha estória seja bem diferente da sua, me lembrei muito do meu intercâmbio nos EUA onde também adorava minha família e duas irmãs e a despedida foi muito como a sua! Cheguei a visitá-los no ano seguinte, ainda escrevemos algumas cartas depois...mas acabamos perdendo contato. E eu me sinto meio culpada por não ter tentado mais. Minha família americana ficará sempre na minha lembrança mas hoje já se passaram quase 30 anos (sim, estou velha) e nem sei onde e como vivem! Procurei tempos atrás na internet e nada...

    ResponderExcluir
  19. Ate agora lembro como era a Irisje um poquinho chata as vezes e depois deixou sair seu sentimento pra fora =) e que dizer do menino ele era tao lindo sempre... =) quando eu fui somente senti saudades da menina mais velha a adeline vc sabe da historia, mas enquanto a festinha que lembranças!! a nossa festa pois eu partia na espanha 3 dias depois que vc... foi mto bem e a gente com a Aline e Ferlin chorando demais =(.. Eu ainda conto os dias pra ver vcs de novo, relelmbrar tantas coisas e sobre tudo dra uma braço grandeee ate te deixar sem respiraçao!! =)

    ResponderExcluir
  20. Esse foi o post de despedida mais lindo e triste que já li nos últimos dias. Eu nem cheguei no meu ano de au pair e já estou pensando na despedida. :( Sinto que você foi super abençoada com a família e suas esmeraldas. Que delícia ler isso!! Não pare de escrever Nadja!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roberta querida!!! Você vai ver como logo logo vai entender tudo que eu senti! É uma experiência fantásticas, mesmo com os problemas que todas enfrentamos. Aliás... principalmente com eles!

      Excluir

Procurando uma esmeralda? Que tal aqui?

Designed By Yasmin Mello | 365 dias