30 de dezembro de 2011

12 Perguntinhas para 2012

12 perguntas para 2012 (Autora do Meme Georgia Aegerter)
Eu não sou a pessoa que mais ama Memes, mas vi este no blog da Georgia e achei que poderia participar!


1) Quem vc gostaria de ter ao teu lado mais vezes neste ano de 2012?

-Minha melhor amiga argentina Flor

2) Quem vc gostaria de ressuscitar se tivesse poder para isto?
-Acho que ninguém... todos foram por alguma razão acima do meu entendimento.Ok, mas assim qualquer pessoa, acho que Ayrton Senna me deixaria feliz se ganhasse corridas novamente!!!

3) Quem você nao ressuscitaria?
- Adolf Hitler (faço das suas palavras as minhas, Georgia!)

4) Quando vc chorou pela última vez e por que?
- No começo do mês, na hora de dormir.

5) Quando você riu pela última vez e porque?
- Ontem a noite, foi uma noite bem gostosa.

6) Qual foi o presente que vc recebeu e que te deixou surpresa?
- Uma imagem mosaico que um artista argentino me deu ontem!

7) Qual foi o seu primeiro pensamento quando abriu os olhos esta manha?
- "Quero dormir maaaaais"

8) E qual foi o seu último pensamento ontem antes de dormir?
- Queria que não fosse tão complicado...


9) Qual foi a última coisa que vc comprou prá vc mesma?

- Meu vestido de ano novo!!!
10) O que deixaria você feliz neste novo ano que comeca?
- Sentir-me mais capaz e confiante em realizar meus objetivos!

11) O que você gostaria de realizar em 2012 e que nao conseguiu realizar no ano que passou?
- Escrever e publicar meu livro.
12) Um motivo pelo qual você deve ser agradecida.
- Pela Vida 

Se você também quiser participar e responder suas 12 perguntinhas para 2012... é só copiar e dar os créditos do Meme à Georgia, do Saia Justa. Ah, não fiquem acanhados em comentar... eu AMO comentários... (me sinto valorizada LOOOOOL)
[Continue reading...]

28 de dezembro de 2011

Aos vovôs!

Estava escrevendo um e-mail a um amigo estrangeiro e ele comentava que iria visitor sua avó, que não via há muito tempo. E então,em minha resposta, comecei a tagarelar sobre minha relações com meus próprios avós e principalmente, rever minha relação com meus falecidos avôs ... após a morte deles. Parece mesmo meio impossível ter uma relação com um avô após sua morte, mas acho que suas partidas foram tão sentidas e significativas em minha vida que nossa relação se desenvolveu para uma outra dimensão desconhecida. E que ocorre principalmente em sonhos.

Meu avô Francisco morreu aos 84 anos em 2004,após um derrame. Hoje ele teria 91 anos, assim como sua mulher, minha avó Carmem. Meu outro avô, Fernão morreu aos 79 anos, há dois anos atrás, poucos meses antes que eu embarcasse para a Holanda, ele teria hoje 81 anos,quase dois a mais que sua mulher, Cecília, que fez 80 mes passado.

Ocasionalmente eu sonho com eles, e por mais engraçado que pareça, é mais freqüente do que sonhar com as minhas avós Carmem e Cecília, que eu vejo com freqüência. A primeira vez que sonhei com meu avô Chiquinho(Francisco) nós estávamos em uma Universidade, e o professor anunciava um convidado de honra e fiquei surpresa em ver meu avô caminhando naturalmente em minha sala, mais moço, sem problemas locomotores(como ambos meus avôs tinham!). Ele ficara surpreso em me ver e exclamou feliz “Nadja! Há quanto tempo eu não a via” e me fez chorar e sorrir. Eu estava orgulhosa de vê-lo lá.

Avô Fernão veio a mim em sonhos já muitas vezes, mas no começo não eram sonhos bons e eu sempre acordava assustada. Com o passar do tempo, ele começou a vir em meus sonhos só para que eu ouvisse sua voz, e é engraçado notar como eu sentia saudades da sua voz, do jeito que ele pronunciava as palavras. E sua exclamação ao falar “Poooooxa”. E isso ele dizia sempre, num jeitinho muito particular e feliz. E eu sempre tento imitá-lo, sem sucesso. E quantas vezes eu já tentei,  como se a cada vez pudesse ficar mais próxima dele.

A gente lembra mesmo mais das coisas pequenas e cotidianas de alguém que partiu. Aquelas características marcantes que em vida a gente mal dava importância. Antes que meu avô Fernão partisse, eu lhe disse que quando estivesse na Holanda pesquisaria mais sobre nossa família, em como um holandês resolveu cruzar o continente até Portugal e depois o oceano até o Brasil, que na época ainda era só mata. Mas quando eu realmente estava lá, a vida passou tão rapidamente e eu nem sabia onde procurar... com séculos tendo passado desde que um ancestral meu tivesse vivido ali, que eu não achei nada... e não procurei muito também. Hoje eu faria diferente... aliás, é o que pretendo fazer em breve, assim que tiver uma nova oportunidade.

Queria também ter colocado algumas fotos com este post, mas com meu notebook no conserto e sem scanner, fica difícil. Tentarei mais tarde :) Para vocês verem meus dois "bons velhinhos" :)



[Continue reading...]
Designed By Yasmin Mello | 365 dias