17 de setembro de 2014

Sobre ser invisível

Share it Please


Existe alguém invisível para você? E como você fala para esta pessoa que... Não a viu? Como falar isso a alguém sem machucar, sem piorar a situação? 

Eu tirei esta foto a caminho de uma entrevista. O que você vê nela?

Estava um dia lindo, ensolarado e as flores davam uma cor linda ao meu caminho. Tive que parar bem rapidinho e tirar uma foto. E então escuto:

"Bom dia! Posso perguntar por que a senhora tirou uma foto minha?

Ele estava de bom humor e confuso. Sorriu. Sua fala era tranqüila e havia um tom inteligente também. Era um mendigo, sem banho, simples e subindo por entre as flores. Eu não o havia visto. Como para todas as pessoas, um mendigo tinha sido invisível para mim. Fiquei com uma imensa vergonha. Sorri, apontei as flores sem graça e fiquei pensando no que o levou a virar mendigo. Tive a certeza de que ele não morou na rua toda sua vida, sua fala era inteligente no geral, seu tom não era de rua ( se é que isso existe) e muito menos as palavras que usava. 

Então, me senti na obrigação de continuar tirando fotos... Para que ele não pensasse que tirei uma foto sua, que achei algo em sua pessoa engraçado ou que sua tragédia era digna de ser compartilhada sem sua permissão. De parar nas redes sociais. 

Agora, veja a foto novamente, após eu tê-la clareado um pouco:

O.o como falar a alguém que você não o viu? Que nem percebeu que ele estava ali? Especialmente quando... Bem, esta pessoa já deve se sentir sempre excluída e invisível pela sociedade. E vem uma pessoa que a torna realmente invisível a seus olhos, num dia ensolarado como aquele? A vergonha me invadiu e eu que desejei ser invisível por alguns momentos.

P.s.:
As flores...

4 comentários:

  1. Meu, também nunca que vc ía imaginar que alguém fosse brotar ali do meio das flores, né? hahaha Ele está totalmente camuflado.
    Outro dia, numa fila do teatro também tinha um mendigo que esmolava: ele falava inglês fluente e tinha sido engenheiro. Assustador!
    Lindas flores! bom ver a cidade florida!

    ResponderExcluir
  2. Gente do céu. Juro que olhei a primeira foto várias vezes por um longo tempo e não achei o tal do mendigo.
    Que infeliz não? Viver assim, meu Deus. Invisível como você falou. Eu também sempre me perguntou onde anda a família dessas pessoas, se são viciados por isso vivem assim ou o motivo de ter tido essa vida. Terrível!

    Post simples, mas com certeza de grande reflexão.

    ResponderExcluir
  3. Já li um artigo a respeito. Grande parte - inclusive quase a maioria - das pessoas de rua não foram parar lá por necessidade. Muitos deles simplesmente um dia sentiram que, ainda que inseridos na sociedade, não faziam parte dela, não pertenciam, e acabaram assumindo a forma "comum" de excluídos da sociedade, que é virar pessoas de rua. Aqui em São Paulo é muito comum você encontrar mendigos muito inteligentes, letrados, que falam outras línguas. Aí quando você pergunta por que foi parar na rua, eles respondem que a vida lá pra eles faz mais sentido.

    ResponderExcluir
  4. Gente, não o vi de jeito nenhum....até você clarear a foto! Acho que vc se saiu bem numa situação como essa. Teve bastante jogo de cintura! Parabéns!

    Gisley Scott| Querido Deus obg por me exportar!

    ResponderExcluir

Procurando uma esmeralda? Que tal aqui?

Designed By Yasmin Mello | 365 dias