7 de outubro de 2008

Quando uma idéia surge...

Share it Please
Oi meus amigos!!!
Obrigada pelos comentários de todos vocês!
Eu fiquei pensando se postava agora ou não, se esperava passar mais uma semana, se tratava de outro assunto... enfim. Resolvi que apresentaria a vocês a família para a qual vou trabalhar como au pair. Vou contar-lhes um pouco mais sobre como os conheci e quem eles são e como foram nossos primeiros contatos.

No ano passado , logo que terminei o terceiro ano da faculdade e estava de férias, voltei para Santos, onde mora minha família e fui com minha mãe até a Experimento Intercâmbios perguntar sobre aulas de idiomas, queria muito viajar e aprender uma língua no local onde ela é realmente falada. Seria uma experiencia interessante. Tinha uns euros guardados de quando estagiei na Áustria e esperava que fossem o suficiente para que eu bancasse sozinha um curso de línguas por uns dois ou três meses. Conversa vai , conversa vem... nada ... Não havia a possibilidade de que eu bancasse o curso sozinha e também não havia a possibilidade de pedir dinheiro emprestado à mamãe. Já não me lembro o nome da moça simpática que nos atendeu, mas vendo minha carinha de decepção ela puxou logo um dos folhetos e me entregou toda feliz "Seja Au Pair nos EUA" estava escrito nele.

Uns anos antes, eu já havia me empolgado com a idéia de ser au pair,mas a luta que tive com minha mãe na época foi praticamente em vão. Ela me achava muito nova e eu ainda não tinha entrado na faculdade, estava no cursinho e como eu não queria saber de ir para os Estados Unidos, queria ir por conta própria para algum país europeu, que me possibilitasse aprender alguma nova língua. Bem, quando a moça me entregou aquele folheto, parecia mesmo uma idéia interessante. Primeiro trabalhar fora, já conviver com outra cultura e ter uma experiencia diferente e então, depois, fazer o curso de idioma no país escolhido! Conversei bastante com minha mãe e realmente, eu ainda tinha mais um ano de faculdade, faltava tão pouco para a formatura que escolhi que procuraria novamente os sites em que havia me cadastrado anos antes e conheceria possíveis famílias.

Mas... a intenção era ir trabalhar apenas em 2009 e estavámos ainda em 2007... Mas em minha cabeça, era um planejamento acertado. Assim, eu teria tempo de conhecer bem a família e auxiliar meus pais no processo de aceitação de que eu iria trabalhar cuidando das crianças de uma família, num país diferente. Meus pais semrpe foram muito medrosos, sempre relatando casos e mais casos dos horrores que tinham acontecido com o primo do tio do amigo do fulano, ou que o sobrinho da namorada do primo da vizinha tinha escutado na televisão. Para mims eria o melhor, apesar da conhecida ansiedade que já me tomava o peito! Poxa!!! 4 anos num lugar só é muito tempo...e era isso que eu completaria em Marília em 2008... 4 anos na mesma cidade, fazendo a mesma coisa na faculdade!!!

Para os que se interessam em conhecer mais sobre o assunto, me cadastrei em diversos sites voltados para facilitar familias e au pairs a se encontrarem e vou citá-los aqui:
Au Pair World , Great Au pair , Easy Au Pair

E também conferi diversos sites de agências que disponibilizavam a experiencia :
BIL Intercâmbios , Experimento Intercâmbios , ABC International , e algumas outras que agora não consigo me recordar dos endereços.

Mas eu tinha uma dúvida! Ir com agência ou por conta própria, fazendo tudo diretamente no consulado??? De todas as agências, a BIL era a única que oferecia programas de au pair em países que não apenas os EUA, na lista de disponibilidades, tínhamos : França, Alemanha, Áustria e Holanda. Nossa, demais!!! Fiquei empolgadíssima! Poderia aprender alemão que era a língua desejada desde o início!!!Conversei bastante com a Andréia, uma moça simpática que me atendeu quando liguai para eles a primeira vez, e que também me mandou diversas informações adicionais via MSN.

Enquanto eu lia e relia as informações de cada país, meus contatos nos sites íam a mil. Daqueles três, o que mais gostei foi o Au Pair World, o layout era simples e bem fácild e usar e me possibilitou encontrar muitas famílias interessantes. Os outros dois usei menos, pois tinha me familiarizado com aquele primeiro. Encontrei muitas famílias legais, principalmente famílias alemãs, mas eu tinha algo em mente. Queria uma família que morasse numa cidade relativamente grande, ou que morasse perto de um centro, para que fosse mais fácil minha locomoção e caminho até o curso de língua que eu faria por lá.

Tive muitas expectativas, todo mundo falava coisas como:bb
" escolha uma família com poucas crianças, melhor se forem bebês ou crianças mais velhas"
Eu não sabia ao certo se tinha alguma prefrencia, gosto de lidar com crianças entre 1 e 3 nos porque tenho experiencia com esta idade, mas gosto de crianças! Pronto! Crianças em geral, então estava bem aberta a qualquer família. Algo que não queria era uma família de pai solteiro, aceitaria mãe solteira, mas teria muito medo se fosse apenas um pai (ainda mais indo por conta própria). As famílias que acabei conhecendo melhor pareciam muito interessantes e muito distintas uma da outra. As famílias alemãs íam direto ao ponto, logo no primeiro ou segundo e-mail já escreviam meus afazeres, meu horário de trabalho e as condições. O que para mim era bom, mas em geral, na Alemanha se paga bem menos que na Holanda e eu também esperava por uma familia que morasse numa cidade grande, como já expliquei anteriormente.

E nesta época, ainda no ano passado conheci a família Nouwens. Eram muito simpáticos, apesar de que no começo eu não queria ser au pair de 3 crianças; queria trabalhar com o menor número possível. Mas para quem já trabalhou numa pré escola com 30 crianças entre 1 e 3 anos... e quase nenhuma ajuda... 3 é um número realmente bom!!! Hhahahaha

Vamos lá:
Essa é a toda a família: Iris Jr, Iris, Luna, Frank
e Morris

Frank e Luna


Iris e Morris
Morris ,Iris Jr e Luna

Luna, Iris e Iris Jr

Morris

Bom gente... por enquanto é isso... espero que tenham gostado de saber como isso tudo começo, em alguns dias trarei mais novidades e curiosidades dessa minha futura aventura na terra dos moinhos ^^
Beijos

Nadja

12 comentários:

  1. Ola,
    Voce passou no nosso blog Brasil com Z e eu estou retornando a visita. Muito bacana seu blog. Desejo muita sorte para voce com a sua nova familia Au pair.
    Beijos.

    Ingrid http://brasilcomz.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Filha, estou enviando o endereço deste blog p/ meus amigos e familiares. Espero q vc receba comentários de montão. Assim, tudo isso vai lhe ajudar nessa nova caminhada. Bjus, Mamãe

    ResponderExcluir
  3. Vim conhecer teu blog, e gostei . Parabens , muito bom.
    Felicidades para vc e sua familia.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  4. Linda, ja te disse que amo a Holanda???????

    La eh um pais tao lindo, tao fofo....uma gracinha....e fora que tem queijos muito bons e umas bolachas tipicas melhores ainda,....hummmmmm

    Que Deus a abencoe nesa nova jornada.....

    Beijos e fiquem com Deus

    Barbrinha

    ResponderExcluir
  5. Olha, acho que vc vai gostar muito de ser au pair, tenho uma amiga que ficou quase 3 anos nos EUA sendo au pair e estudando e ela amou.

    Bjka

    ResponderExcluir
  6. Oi Nadya, obrigada pela visita.

    Minha sobrinha de 17 anos na época veio como estudante, adorou tudo por aqui. Chegou e nao sabia uma palavra em alemao, em um ano saiu falando pleos cotovelos.
    Para aprender a lingua local é preciso esforco e dedicacao. O método que usamos com ela foi: ela teria que aprender diariamente 20 palavras em alemao. A noite depois do jantar nós lhe perguntávamos o significado. Tanto em alemao como em português, Vc poderá cortar papéis em quadrados bem pequenos e de um lado escrever em português e do outro em holandês. Minha sobrinha ia treinando no trem, no ônibus indo para o curso. No final de 4 meses, ela tinha um vocabulário estupendo o que possibilitou falar. E ela nunca teve nenhuma amiga brasileira ou portuguesa por aqui. Tratou de fazer amigos alemaes e assim ela aprendeu mesmo. Leu 3 livros em alemao, antes de ir, inclusive O pequeno Principe. Entao, a minha dica prá vc é esta.

    Grande beijo e muito sucesso.

    Em que cidade vc está? Eu já fui muitas vezes à Holanda, e dependendo da cidade, estamos até a 2 horas dai.

    Grande beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi!! Ficou bem legal o blog. Adorei as fotos, principalmente a quarta, as crianças estão tão fofas.Bjus

    ResponderExcluir
  8. Oi Nadja!
    Muito legais as fotos da família. Boa sorte na Holada. Acredita que eu nunca estive na Holanda? É verdade! Quem sabe ainda vou te visitar lá?
    Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Nadja, desculpa, só agora que vi... o último comentário fui eu que escrevi, mas tava logado com o nome do meu amigo.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  10. Saori-san!

    Fico contente por você estar feliz e com tudo preparado. Desejo que este novo vôo na sua vida seja o mais alto de todos! Aconteça o que acontecer, sempre estarei ao seu lado, é só chamar (mesmo que exista um oceano entre nós =p).

    Beijos, continuarei a acompanhando pelo blog.

    Rafael

    ResponderExcluir
  11. Oie Nadja...
    Vim te desejar uma boa semana :)
    Bjokas

    ResponderExcluir
  12. Nossa Nadja q legal ! me indentifiquei mt com este post, os medos, a ansiedade, as dificuldades, as duvidas ! *-*

    ResponderExcluir

Procurando uma esmeralda? Que tal aqui?

Designed By Yasmin Mello | 365 dias