12 de fevereiro de 2009

O pai da caçadora

Share it Please


Na estrada de novo, rumo a Marília, provavelmente pela última vez. Desta vez para o resultado de quatro anos de dolorosa, mas necessária distância. Formatura da filhota. Embora já soubesse a tempos que isto ia acontecer, só agora no final é que caiu a ficha. Está fazendo quatro anos que peguei a mesma estrada com ela, mais a mudança dela no carro abarrotado, para dar início aos estudos de RI na UNESP de Marília. Enquanto o carro bravamente devora os kilometros, com meu filho ao meu lado, meus pensamentos percorrem esses quatro anos, com as passagens que marcaram, as tristes e as alegres, o início, e agora o fim.
Chegamos no meio pro final da tarde em Marília e estava calor. Pensei “vai ser duro colocar o terno hoje”.



Foram duas festas. Um jantar dançante na sexta e a festa de formatura no sábado. O Jantar estava bom, sem atropelos e o conjunto era razoável.





Mas sábado foi especial. Pra começar um jantar (mesmo cardápio). Depois um outro conjunto começou a tocar, na minha opinião melhor que o da sexta e com repertório mais atraente. Logo minha filha veio me chamar para a solenidade de formatura. De braços dados entramos numa fila dos formandos em ordem alfabética. A Nadja me apresentou para uma formanda que estava atrás da gente e ela imediatamente falou “AHH o famoso papassinos...”. Na hora ri bastante mas ficou uma ponta de orgulho de pai coruja, “minha filha fala de mim para as amigas como papassinos” (uma forma carinhosa que nos tratamos).

A Nadja estava um pouco nervosa mas eu sentia que ela estava muito feliz por estar ali, naquele momento, concluindo o curso, mesmo com todas as dificuldades que ela teve no caminho, muitas vezes pensando em jogar tudo pro alto.




Começou a solenidade que era simples. Os formandos eram chamados e se dirigiam a pista de dança por um corredor com tapete vermelho através dos convidados, onde nos jogavam confetes e serpentina. Foi muito emocionante e as minhas emoções já estavam alcançando os olhos. A Nadja estava radiante, realmente muito feliz, eu podia sentir isso. Ao começar a valsa eu ouvi uma mãe de formando dizer “não sei dançar valsa”, no que o filho falou “é só seguir o papassinos que ele sabe”. Acabei achando que eu era um personagem famoso na turma da Nadja.


É muito difícil transmitir o que eu estava sentindo ao dançar aquela valsa. Tava muito apertado e não dava pra dançar direito, justo a dança mais importante da minha vida. Eu sentia um misto de orgulho pela Nadja ter completado com sucesso uma fase importante. Sentia orgulho por mim e pela Isabel que conduzimos a Nadja até chegar esse momento e sentia imensa felicidade por estar com ela naquele momento, naquela valsa, simplesmente não dá pra colocar em palavras. Quando a valsa acabou eu passei a Nadja para o Sr. Cheung (pai chinês da Nadja) que era o padrinho dela, ele me abraçou e pude sentir a felicidade dele também quando me disse “isto é muito importante pra mim. Não teria outra oportunidade”. A última valsa foi com o irmão que de uma forma diferente, estava feliz pela irmã.



Ao sair da pista cruzei com a Isabel e disse para ela “Hoje fui eu, daqui a quatro anos é você”. Afastei-me e deixei as lágrimas rolarem.
É quase impossível dizer o quanto esta noite me tocou. Foi ao fundo da minha alma. Sinceramente eu não esperava que fosse assim. Foi muito além de qualquer expectativa. O que marcou mesmo foi ver a Nadja feliz e com a vida a sua frente. A conduzi até aqui. Cumpri minha parte. Agora é com ela.


Por: Papassinos

13 comentários:

  1. PARABÉNS Nadja por sua Formatura e pela beleza de sua Festa!!!
    Seu pai retrata claramente sua Alegria e seu Orgulho,por Você,emocionado,e emocionando a gente que lê este texto tão significativo... Isto é simplesmente Lindo!!! Beijos.
    Águeda

    ResponderExcluir
  2. Nadja, meta cumprida e outras estradas, boa sorte!
    Pai da Nadja, não acaba por aqui não.
    Esse tipo de amor, de dedicação, de ocupação amorosa, é prá sempre.
    Tenho filha formada há tempos e continuo à disposição para conversas, e afins.
    Filhos são uma aventura...para sempre mesmo!
    Bonito momento.

    ResponderExcluir
  3. parabens fia..emocao eu estudei tanto e nao deu pra eu ir pra formatura tava voando pra ca.kkkkkkkk..mas valeu a pena e ainda ta valendo.ahuhauha.sbjjjjjjjjjjjj

    ResponderExcluir
  4. oi moça, pra falar a verdade jah tenho uma hostfamily, to embarcando no começo do mês que vem. Holanda? q tudo hein sorte, no seu processo,to torcendo por vc.

    ResponderExcluir
  5. agora vc virou uma esquina nessa estrada da vida. Novos caminhos, novas esquinas , novos rumos. Pise firme. e Vá ....!
    Maurizio

    ResponderExcluir
  6. haaa que lindo nadja
    tuuuuuuuuuudo de bom..
    mais uma etapa vencida, ne?
    parabens...
    q lindo!!!

    ResponderExcluir
  7. Ker dizer agora já é uma mocinha? hehe é assim que os pais falavam antes... no fundo ainda somos as mesmas crianças, tao dependentes do amor dos pais, seja em qual for a idade ou etapa da vida.

    Muitos lindas as fotos e alegria do seu pai atestada com sorrisos no rosto!
    Continue sendo uma filha querida assim, com certeza é o melhor presente que seu pai pode receber.

    ResponderExcluir
  8. Oiii!

    Ahh, que bom saber que em MA é legal!! :)

    Vi que vc se formou, parabéns!!!!
    Td de bom!

    Beijoo

    ResponderExcluir
  9. Nunca quis participar de nenhuma formatura minha mas chego a me emocionar com a dos outros.. rs
    parabéns!!
    que começe pra você uma boa semana repleta de flores pelo caminho.
    beijocas iluminadas

    ResponderExcluir
  10. Nadja, parabéns pela formatura! Espero que vc tenha curtido ao máximo esse momento especial e muito sucesso na caminho!

    ResponderExcluir
  11. espero um dia poder compartilhar disso tudo com a minha menina q amo de paixao.
    Felicidades a todos, pai, mae, ela, e os apoiadores nessa vitoria.
    Parabens e felicidades.

    ResponderExcluir
  12. Que emocionante o relato do seu pai! Muito show!
    E, parabéns pela formatura :o)
    Beijos, Angie

    ResponderExcluir
  13. Lindo, cheguei a chorar lembrando da minha...

    ResponderExcluir

Procurando uma esmeralda? Que tal aqui?

Designed By Yasmin Mello | 365 dias